Carregando tradução..
Carregando...
(11) 4186-1152 (11)9.9584-1152
114553-5350
Atendimento Online

Últimas notícias

MP-GO entra com recurso para evitar aumento do IPTU, em Goiânia
27/02/18

Procurador geral argumenta que ação da prefeitura foi inadequada e pede que lei aprovada pela Câmara Municipal volte a ser válida.

O procurador geral de Justiça do Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO), Benedito Torres Neto, entrou com recurso para restabelecer efeitos da lei que impede aumento do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) em Goiânia. Se for aceito pelo Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO), a cobrança deixa de ser acrescida em até 15% mais a inflação e volta ao cálculo antigo, sendo reajusta apenas com valor da inflação.

A corte especial do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) havia concedido liminar afastando os efeitos desta lei, permitindo que o reajuste da cobrança seja de até 15% mais a inflação. A liminar foi concedida após a Prefeitura de Goiânia entrar com Ação Direta de Inconstitucionalidade.

No recurso do MP-GO, conforme explicou o assessor jurídico do procurador geral, Eliseu Belo, o órgão pede que a liminar seja anulada e a lei aprovada pela Câmara Municipal volte a valer.

“O recurso pede que sejam reestabelecidos os efeitos da lei. No recurso, é argumentado que não foi respeitada a determinação de que o procurador fosse ouvido antes da decisão da corte. O segundo problema é que não cabe o uso da ação direta, o instrumento foi inadequado porque a lei aprovada pela câmara não desrespeita a constituição”, explicou, ao G1.

Por meio de nota, a Prefeitura de Goiânia informou que a Procuradoria Geral do Município “não foi intimada sobre a iniciativa”. Ainda segundo o texto, o órgão “vais se manifestar assim que tomar conhecimento oficial do pedido”.

Debate

O projeto de lei proposto foi aprovado em 2ª votação e enviado ao prefeito, que o vetou. Em contrapartida, a Prefeitura de Goiânia propôs que somente imóveis com valor venal a partir de R$ 500 mil tivessem a correção contínua do IPTU.

Em meio às discussões, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara se manifestou pela derrubada do veto do prefeito e o encaminhou para votação em plenário. Em 22 de novembro, os vereadores também votaram contra a decisão da prefeitura, e a Lei nº 10.105 foi promulgada.

Na ocasião, a administração municipal propôs que, se os parlamentares mantivessem o veto, a correção seria aplicada apenas a imóveis com valor superior a R$ 1 milhão, pois eles representam menos de 2% do total, totalizando 670 mil unidades. Porém, os vereadores não aceitaram.

Prefeitura alega prejuízo

Por causa da nova lei, a prefeitura calculou que ia deixar de arrecadar R$ 35 milhões, verba que o município já contava para o próximo ano. Assim, o município alega que terá dificuldades para cumprir o orçamento.

Anteriormente, o secretário de Finanças, Alessandro Melo, ponderou ainda que 94% dos imóveis já possuem IPTU conforme a planta de valores atualizada. Assim, por volta de 6% pagariam inflação de até 15% mais correção inflacionária.



Fonte: Globo






Últimas notícias
 19/04/18 - Expositores do Salão Imobiliário de Portugal de 2018 aumentam 27%
 17/04/18 - O que muda no financiamento da Caixa após a queda dos juros
 13/04/18 - Qual o futuro do mercado imobiliário?
 11/04/18 - Caixa vai baixar juros imobiliários em abril, diz novo presidente
 03/04/18 - SP deixa de ser um dos mercados imobiliários mais frios do mundo
 28/03/18 - O comportamento do consumidor e o mercado Imobiliário
 21/03/18 - Aprenda a fazer um ar-condicionado caseiro
 21/03/18 - Posso transferir o financiamento de um imóvel para outra pessoa?
 21/03/18 - A documentação necessária para comprar imóvel com segurança
 21/03/18 - Novo golpe no mercado imobiliário: aprenda a se resguardar
 20/03/18 - A importância da brigada de incêndio em condomínios
 19/03/18 - Como declarar aluguéis no Imposto de Renda 2018
 16/03/18 - Após período de recessão, mercado imobiliário se recupera em 2018
 16/03/18 - Conheça algumas hashtags para o Corretor usar nas redes sociais
 12/03/18 - Crise brasileira x bolha imobiliária americana: Veja a diferença
 12/03/18 - Preços de venda de imóveis residenciais ficam estáveis
 09/03/18 - Mercado dá como certo que taxa básica de juros cairá para 6,5%
 07/03/18 - Como calcular o Índice Geral de Preços do Mercado, IGPM?
 07/03/18 - O melhor momento para financiar seu novo imóvel
 07/03/18 - Por qué contratar um corretor de imóveis?
 02/03/18 - Arquiteto propõe imóveis para todas as fases da vida
 02/03/18 - Quando o único imóvel pode ser penhorado?
 28/02/18 - Quer antecipar a restituição do Imposto de Renda?
 28/02/18 - Por que é uma boa hora para comprar
 28/02/18 - Saiba como declarar rendimentos em poupança e bitcoin
 28/02/18 - Varanda pode facilitar venda ou locação
 27/02/18 - MP-GO entra com recurso para evitar aumento do IPTU, em Goiânia
 27/02/18 - Índice que corrige o aluguel varia 0,07% em fevereiro
 26/02/18 - Mercado imobiliário volta a crescer após encolher por três anos
 26/02/18 - A surpreendente recuperação da venda de imóveis
enviando...